Mediunidade na Internet? Por que não? Já que querem me calar, falarei mais. Sou um espírito tinhoso. Mordaça não foi feita para a minha boca. O dia que, em Espiritismo, formos privados da liberdade de expressão, melhor que mudemos de crença, ou departido!
     Aqui, neste espaço, não pretendo polemizar via satélite… Deus me livre! Não tenho tempo para isto e nem repertório. Tenho, sim, mais que fazer do que estar “psicografando” mensagens de encomenda, como muita gente que se presta a tal ridículo. Este, simplesmente, foi o jeito que encontrei de dar notícias aos amigos que as solicitam, de minha parte, com maior frequência…
     Pelo menos, uma vez por semana, se o médium não desencarnar, aqui estarei. Como não sou espírito iluminado, estou acostumado ao ambiente das trevas e respiro bem por aqui, na atmosfera pesada de vocês, que ainda também é minha.
     O que pretendo neste blog?  — Meu Deus, eu nunca imaginei uma coisas dessas, um espírito manter um blog entre os encarnados!… Não se preocupem. Coloquem as barbas de molho, mas não se preocupem. Afinal, somos irmãos e estamos precisando é de mais transparência e fraternidade. Vamos deixar de lado tantas rixas, olhando o bem da Doutrina, que precisamos vivenciar a partir de melhor convivência entre nós.
     Aqui, neste pedaço de tela – incrível, não? -, direi, por exemplo, que nós, os espíritas, estamos precisando tomar cuidado com os rumos que estamos imprimindo ao Movimento: esse negócio de cobrar palestras e seminários… Desculpem-me, mas não dá para engolir! Estou com isso aqui entalado na garganta… Estão inflacionando o mercado… O “investimento”, como andam dizendo, não é coisa de $2,00 ou $5,00, não! Tem preço até em dólares!!! Por enquanto, estão fazendo fora do centro, mas, se a gente não chiar, essa turma descentrada, vai começar a fazer dentro…
     Proteste! Faça como eu: não se inscreva, não divulgue e não vá! Se, porventura, virem o meu espectro por lá, saibam: é mentira!…   

Uberaba (MG), 15 de julho de 2009.

Anúncios